quinta-feira, 1 de julho de 2010

Diário - Infância

No aniversário de 37 anos de Frida Kahlo, Diego lhe presenteou com um diário. Desde então, ela escreveu sobre sua vida, com passagens sobre a infância, juventude, suas inspirações, sua luta contra a dor, etc. Foi também nas páginas desse diário que Frida escreveu sua despedida (por conta disso, suspeita-se que ela tenha cometido o suicídio).

O diário é lindo e colorido como a Frida...traz esboços e rascunhos, idéias e vontades. Vale a pena tê-lo por perto...
Transcrevi passagens sobre a infância:

"Nasci no quarto de esquina da Londres com Allende, Coyoacán. À uma hora da manhã. Meus avós paternos eram húngaros - nascidos em Arat, Hungria - e depois de casados foram viver na Alemanha onde tiveram vários filhos entre eles o meu pai, em Baden-Baden, na Alemanha. Ele emigrou para o México no séc. 19. Aqui ficou pelo resto da sua vida. Casou-se vom uma jovem mexicana, mãe de minhas duas irmãzinhas, Luisita e Margarita. Sua muler morreu muito jovem e ele casou-se com minha mãe Matilde Calderón y Gonzales, uma dos doze filhos de meu avô, Antônio Calderón de Morelia, indígena mexicano de Michoacán e de minha avozinha Isabel Gonzales y Gonzales filha de um general espanhol (...)
Minha infãncia foi maravilhosa porque embora meu pai fosse doente (tinha vertigens a cada mês e meio) era um exemplo de ternura e de trabalho (fotógrafo e tb pintor) e sobretudo de compreensão para com os meus problemas, que desde a infância eram de
origem social. Vi muito criança a Decena Trágica. Vi com meus olhos a luta camponesa de Zapata contra as tropas de Carranza. Minha posição era muito clara. Abrindo as portas que davam pra rua Allende minha mãe deixava entrar os zapatistas fazendo com que os feridos e os famintos entrassem na sala. Ela os tratava e lhes dava bolos de milho - único alimento que naquela época se podia conseguir em Coyoacán. A emoção clara e precisa que conservo da Revolução Mexicana foi o motivo pelo qual aos 16 anos de idade ingressei na juventude comunista." F.K.

Nenhum comentário:

Postar um comentário