sábado, 10 de outubro de 2009

FRIDA KAHLO, à revolução! na programação do Aldeia Sesc Capilé.

FRIDA KAHLO, à Revolução!
Aldeia Sesc Capilé - Museu do Trem São Leopoldo
11 de outubro
20hs
Entrada Franca


Nos anos 90 o mundo da moda americano, maquiou o sofrimento e transformou os vestidos e estilo de Frida Kahlo em roupas atraentes e sensuais, banalizando o cunho revolucionário de sua identidade física e moral. A Fridomanía espalha-se rapidamente, não só estampada em camisetas, bolsas e diversos ‘souvenirs’, como também em prestígio artístico, já que Frida Kahlo figura entre os artistas mais caros do mundo (sua tela Raíces foi rematada em leilão no ano de 2006 por US$ 5,6 milhões). Assim, o presente projeto é apresentado, como forma de resgatar sua memória e de levar ao público, um pouco da contribuição que essa artista deu às Artes e à Cultura Latino Americana. Nesse solo teatral, Frida Kahlo dá-se a conhecer, solidária em sua arte, com suas roupas tehuanas, sua intelectualidade revolucionária, sua paixão pelo México e por Diego, sua intensidade, sofrimento e amor pela vida.

quinta-feira, 1 de outubro de 2009

Es una dolor!



Nossa segunda noite do Teatro de Câmara... Como é louca essa história de estar no palco! Têm uns momentos viscerais: aqueles que a atriz fica só com ela...Faz um gesto e todo o corpo acompanha...diz uma palavra e a própria alma de atriz ressoa sozinha, solitária....Mas gosto também daqueles momentos onde enxergamos o mundo na expressão das pessoas e ficamos todos suspensos por um momento numa mesma plena planajem...Tudo é tudo e UM!

Penso nas pessoas entrando no teatro e o Luciano Alves as recebendo com uma canção de verve folk sobre o México e esta mexicana. Penso na Luz do Felipe e nas imagens da Lara e na Direção do Colin, nas formas da Bailaora Dani Zill e no mantón!

Viva Zapata!
Viva Sandino!
Viva Zumbi!
Antônio Conselheiro!
Todos os Panteras Negras!
Lampião, à sua imagem e Semelhança...
Eles também cantaram um dia, a Revolução!